Cooperativismo Catarinense

COOPERADOS

SICOOB CREDITAPIRANGA remunera em nível máximo capital social dos cooperados

A distribuição de sobras é um diferencial do Sicoob. Em dezembro de 2021, pela primeira vez, o Sicoob Creditapiranga, com base em deliberação do Conselho de Administração, remunerou o capital social de seus cooperados pagando juros. O percentual pago foi de 100% da Selic, limite máximo permitido pela legislação. 
De acordo com Simplício Meurer, presidente do Sicoob Creditapiranga,

“para fazer parte de uma instituição financeira cooperativa, cada pessoa investe um valor que vai para sua cota capital, assim tornando-se um sócio ou cooperado que participa dos resultados financeiros. A remuneração deste capital é um estímulo para que o associado aumente sua integralização e assim fomente o crescimento da sua cooperativa, que por sua vez, terá mais capacidade para apoiar o desenvolvimento do associado e região. O valor da remuneração, é deduzido do resultado que será destinado conforme estatuto e rateado proporcionalmente ao movimento de cada associado, conforme deliberação da AGO, a ser realizada até o próximo 30 de abril”.

Meurer destaca que foram mais de R$ 1,6 milhões de juros pagos como forma de remuneração ao capital social, repassados aos associados, por meio de integralização no dia 31/12/2021. 

“O associado poderá ter acesso ao seu extrato de cota capital na sua agência ou via aplicativo Sicoob. O incentivo extra ao capital de cada sócio, é mais um diferencial para estimular o associado a escolher a cooperativa como sua principal instituição financeira. Além de produtos e serviços com preços justos, e retorno sobre as sobras proporcional a movimentação de cada um, promove o desenvolvimento social e econômico das comunidades onde atua”

, finaliza Meurer. 

O capital social é parte do patrimônio da cooperativa e é formado pela soma de todas as quotas-partes dos cooperados e reservas estatutárias. Esse dinheiro contribui com o suporte das atividades da instituição e torna possível a manutenção e o desenvolvimento dos serviços que a cooperativa presta aos seus cooperados. Como as Cooperativas não tem como finalidade a geração de lucro, os resultados, são reinvestidos no desenvolvimento regional, em um círculo virtuoso de prosperidade socioeconômica. 

Fonte: Assessoria de Comunicação e
Marketing do Sicoob Creditapiranga.