Cooperativismo Catarinense

CREDICARU

SICOOB CREDICARU comemorou 25 anos com quase 30 mil associados

Cooperativa com sede em São José do Cerrito possui agências em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul

O Sicoob Credicaru, com sede em São José do Cerrito e que possui agências em 10 municípios – sete de Santa Catarina e três do Rio Grande do Sul –, comemorou no dia 16 de agosto 25 anos de fundação.

A cooperativa, atualmente com 29.816 associados, tem uma carteira de empréstimos de R$ 270 milhões, a maior parte (37%) destinadas ao financiamento da agricultura, atendendo 1.300 produtores rurais – e também distribuída em financiamentos em geral (21%), capital de giro (19%) e empréstimos pessoais (15%), entre outros.

A cooperativa Sicoob Credicaru tem 83% de associados que utilizam cartão de crédito e 15,5% das pessoas jurídicas utilizam a máquina Sipag. Outro destaque da cooperativa são os 3.725 seguros ativos.

Com ativos totais de R$ 436,3 milhões e patrimônio líquido de R$ 102,2 milhões, a cooperativa possui 27.145 associados pessoa física e 2.671 pessoa jurídica. Em Santa Catarina o Sicoob Credicaru possui agências em São José do Cerrito, Campo Belo do Sul, Correia Pinto, Otacílio Costa, Ponte Alta, São Cristóvão do Sul e Ponte Alta do Norte. No Rio Grande do Sul, nos municípios de Antônio Prado, Vacaria e São Marcos.

Para o presidente do Sicoob Central SC/RS, Rui Schneider da Silva:

“O sonho de alguns agricultores, ao fundar a cooperativa para enfrentar as adversidades na obtenção de crédito e financiar a produção, hoje tornou-se uma sólida instituição financeira cooperativa, capaz de alavancar a  produção, a renda e a qualidade de vida de milhares de associados e seus familiares, estimulando, também, o desenvolvimento da região”.

O Sicoob Credicaru tem como propósito fortalecer a cooperação entre os associados, funcionários e as comunidades onde está inserida, por meio do crédito consciente e consultivo, da educação financeira para a realização de sonhos, do desenvolvimento de ações educativas nas escolas, voltadas ao público jovem, com o objetivo da melhoria da qualidade de vida e a disseminação da ideia de cooperação.

“Também queremos ser a principal instituição financeira de nossos cooperados, promovendo um atendimento de excelência, procurando sempre ter a melhor solução financeira para o nosso associado”

, disse o presidente do Sicoob Credicaru, Carlos José Ramos.

“Nossa cooperativa, nos últimos anos, tem apresentado bons resultados e recebido inclusive premiações nacionais no Sistema Sicoob, o que demonstra o quanto estamos alinhados com os princípios e a missão da cultura cooperativista”, acrescentou Ramos.

História
Em 1994, um grupo de agricultores, juntamente com algumas organizações não governamentais, reuniram-se com o objetivo de encontrar uma solução para as dificuldades de obtenção de crédito agrícola no município de São José do Cerrito (SC). Na época, o Banco do Brasil era a única instituição financeira que financiava os agricultores, mas o índice de inadimplência era muito elevado e havia comentários que a instituição iria fechar a agência no município. Alguns agricultores locais, que haviam ouvido falar em cooperativas de crédito, buscaram informações junto a essas instituições que atuavam em Santa Catarina e que estavam ajudando seus cooperados. Perceberam, então, que essa seria uma boa alternativa para os produtores rurais do município e região.

A partir desse momento, começaram as reuniões nas comunidades, divulgando a ideia e buscando parceiros para a criação de uma cooperativa de crédito rural e para dar início a uma nova fase no acesso a produtos e serviços financeiros. Poucos acreditaram e apoiaram a ideia, mas as pessoas que estavam à frente do movimento foram persistentes e sabiam que o cooperativismo de crédito seria uma solução para os produtores do município, por isso, não desanimaram e seguiram em frente. Em 7 de dezembro de 1994 foi realizada a Assembleia de Constituição da Cooperativa de Crédito Rural São José do Cerrito (Credicaru), com 23 sócios fundadores.

Após o encaminhamento de toda documentação ao Banco Central do Brasil, foi homologado o processo e recebida a autorização para o funcionamento da cooperativa. Em 16 de agosto de 1995, a Credicaru abriu as portas e, no mesmo ano, o Banco do Brasil encerrou as atividades no município, transferindo a agência para Lages.

No ano de 1996, a cooperativa filiou-se ao Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil e passou a denominar-se Sicoob Credicaru. Cinco anos após a inauguração abriu o primeiro Ponto de Atendimento, fora do município-sede, em Campo Belo do Sul. Logo depois, instalou uma agência em Correia Pinto e, na sequência, vieram as agências de Otacílio Costa, Ponte Alta, São Cristóvão do Sul, Ponte Alta do Norte, Antônio Prado, Vacaria e São Marcos – os três últimos municípios no Rio Grande do Sul.

A cooperativa, que era segmentada e atendia somente pessoas que tivessem relação com a atividade agropecuária, em 2009 foi autorizada pelo Banco Central a mudar de Cooperativa de Crédito Rural para Cooperativa de Livre Admissão de Associados, passando a atender qualquer pessoa física ou jurídica que desejasse associar-se, independentemente de sua atividade.

“O Sicoob Credicaru tem uma preocupação muito grande com as comunidades onde atua, estimulando parcerias que contribuam para o desenvolvimento do município e região”

, disse o presidente da cooperativa, Carlos José Ramos.

Ao mesmo tempo, a cooperativa proporciona emprego, renda e qualidade de vida para a população, oferece produtos e serviços de qualidade com custos menores do que a média do mercado, e ajuda as pessoas a realizarem projetos e sonhos de vida.

“O atendimento aos associados também é diferenciado, afinal, numa cooperativa de crédito, o cooperado é, ao mesmo tempo, cliente e dono da cooperativa, com os resultados positivos retornando para o bolso dos associados”

, concluiu o presidente Carlos Ramos.

Presidente Carlos José Ramos

Fonte: Sicoob Central SC/RS – Assessoria de Imprensa (com informações do Sicoob Credicaru).

Leia as belas ações do Cooperativismo Catarinense!

Assine nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.