Cooperativismo Catarinense

DEDICAÇÃO

Um abraço em forma de canção

Colaboradoras da Unimed Chapecó reconhecem dedicação de colegas com apresentação de voz e violão

 

 

“Quando todos os meus medos já não cabem mais em mim. Quando o céu está de bronze e parece que é o fim. Quando o vento está revolto e o mar não quer se acalmar. Quando as horas do relógio se demoram a passar. Muitas vezes não consigo os teus planos compreender. Mas prefiro confiar sem entender. Eu creio em ti. Eu olho pra ti. E espero em ti. Quando você sente medo, do teu lado eu estou. E é bom que você saiba que eu sinto a tua dor. Nunca, nunca se esqueça que o mar posso acalmar. E que tem o tempo certo disso tudo terminar. Este tempo é necessário para te amadurecer. E depois tem novidade para você. Eu cuido de ti. Descansa em mim. Comece a sorrir”.

Com a letra dessa música cristã – com adaptação em uma estrofe –, as colaboradoras da Unimed Chapecó Cleusa Dalla Possa da Silva (técnica em radiologia) e Likéria Padoan (auxiliar de atendimento) homenagearam, na última semana, todos os profissionais que atuam na área da saúde.

Com voz e violão as colaboradoras percorreram todos os setores da cooperativa médica emocionando o público ao reconhecer a dedicação de cada um e os motivando com palavras de encorajamento. A proposta de cuidar de quem zela pela vida dos outros surgiu como um acalento e uma maneira de abraçar todos os colaboradores, que estão direta ou indiretamente ligados ao processos de atendimento aos pacientes.



“Todo mundo está precisando de ânimo, pois o momento que vivemos tem sido muito difícil. É necessário relembrar que isso também passará”

, explicou Cleusa, que atua há 12 anos na Unimed Chapecó. A música, segundo Likéria, foi escolhida pela letra e pela melodia.

“Ela veio ao encontro da proposta e aborda justamente o que estamos enfrentando neste momento”, comentou a colaboradora que atua há mais de quatro anos na Unimed Chapecó. Por onde elas passaram a emoção contagiou o ambiente: lágrimas, sorrisos e aplausos marcaram a iniciativa.

A enfermeira do NAPS, Kátia Jamile da Silva, gostou da surpresa.

“Essa ação foi muito positiva, nos sentimos valorizadas e especiais. É um gesto simples, mas significativo e emocionante”

, enalteceu.

Segundo o auxiliar de autorização, Danglei Lucas Ribeiro, a homenagem foi muito linda.

“É uma canção que tranquiliza os profissionais, paramos alguns minutos para ouvi-las e saímos renovados”

, expôs.

Para a técnica de segurança do trabalho, Jancelete A.P. dos Santos, a iniciativa trouxe aconchego e esperança.

“Tanto a voz quanto o som do violão tinha uma suavidade que tocou nossa alma. Foi bem acolhedor. Gravamos para mostrar para os colegas que não estavam no setor, para que eles também sintam todo esse carinho”

, explicou.

Fonte: MB Comunicação

 

Leia as belas ações do Cooperativismo Catarinense!

Assine nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.