Cooperativismo Catarinense

DOAÇÃO

Doação de 94 toneladas de alimentos e R$ 395 mil reforça propósito das cooperativas

Resultado dos programas de relacionamento da Cooper mostra o poder de transformação da sociedade através do cooperativismo

Entender os benefícios das cooperativas para além dos produtos ou serviços oferecidos pode ser desafiador. Mas, quando se consegue mensurar o impacto social que o cooperativismo tem nas comunidades onde está presente, fica mais fácil enxergar o movimento cooperativista como agente de transformação da sociedade. Através do resultado dos programas de relacionamento, em 2020, a Cooper reforçou seu propósito junto às sete cidades em que possui filiais.

Os vídeos do Cooper Pratic, que se tornou multicanal no ano passado, foram visualizados 359 mil vezes, levando à comunidade conteúdos educacionais e de qualidade de vida, inspirados nas tradicionais oficinas e palestras do programa. Já o Cooper Sustentável, em uma parceria com o Mesa Brasil do Sesc, coletou e distribuiu 94 toneladas de alimentos que estão fora do padrão de comercialização, mas que podem ser consumidos.

E, para finalizar, o Troco Solidário, que integra o programa CooperAção, arrecadou R$ 395 mil em doações feitas na hora em que o cooperado ou cliente paga as compras à vista. Até maio, o valor beneficiou mensalmente uma entidade de cada região atendida pela cooperativa e, de junho a dezembro, os valores passaram a contribuir no combate à Covid-19 com o repasse aos hospitais: Santa Isabel, Misericórdia Vila Itoupava, Santo Antônio e Santa Catarina, de Blumenau; Beatriz Ramos, de Indaial; Oase, de Timbó; Waldomiro Colautti, de Ibirama; Hospital e Maternidade Jaraguá e Hospital São José, de Jaraguá do Sul.

A coordenadora da Organização do Quadro Social da Cooper, Thais C. Grahl Weege, explica que estes números são alguns exemplos de como a cooperativa trabalha em conjunto com a sociedade e ressalta que ainda são realizadas muitas outras atividades de propagação do cooperativismo e de como ele pode influenciar na construção de um mundo com maior equilíbrio social, ambiental, cultural e econômico.

“Queremos que todos compreendam o papel das cooperativas na formação de cidadãos mais conscientes, participativos em suas comunidades e com uma atuação em prol de uma sociedade mais igualitária”

, complementa.

Fonte: Oficina das Palavras

Leia as belas ações do Cooperativismo Catarinense!

Assine nossa newsletter!