Cooperativismo Catarinense

Mulheres

Programa Mulheres Cooperativistas pode ser executado
de forma descentralizada para 2021

O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de Santa Catarina (SESCOOP/SC) reforça que está livre a execução descentralizada do programa Mulheres Cooperativistas, conforme deliberado, recentemente, na edição da Resolução nº 134/2020, aprovada pelo Conselho Administrativo do SESCOOP/SC. A medida busca orientar a respeito da parceria estabelecida com as cooperativas e permitir que elas avaliem, localmente, a condição individual de realização dos eventos e escolham os instrutores.

O objetivo é disciplinar os critérios e procedimentos necessários para a concessão de aporte financeiro na execução, por parte das cooperativas, das atividades que envolvem o programa.

“As adequações buscam esclarecer sobre os requisitos mínimos necessários para que os projetos recebam o apoio financeiro do SESCOOP/SC e outras definições como, por exemplo, os parâmetros a serem seguidos nos eventos no formato on-line, bem como os módulos programáticos que devem compor a abordagem das atividades dos programas”

, esclarece o presidente do SESCOOP/SC, Luiz Vicente Suzin.

A prestação de contas por parte das cooperativas e os cadastramentos dos planos de eventos no aplicativo do SESCOOP/SC também estão detalhados na normativa. Os programas sociais voltados às cooperativas são determinantes no compromisso do Sistema em disseminar o cooperativismo, baseado em seus princípios e valores.

Saiba mais e acesse as Resoluções na íntegra: http://www.sescoopsc.org.br/itens/transparencia.
Texto: Assessoria de Comunicação Interna Sistema OCESC

Leia as belas ações do Cooperativismo Catarinense!

Assine nossa newsletter!