Cooperativismo Catarinense

SOJA

Syngenta lança
dois novos fungicidas para
soja na COOPERITAIPU

 

As doenças que afetam a produtividade da soja têm aumentado significativamente a sua importância nos últimos anos. Cercosporiose, mancha-alvo, antracno se e ferrugem asiática, por exemplo, podem causar perdas de até 90% da lavoura, gerando bilhões de prejuízos anuais.

Em resposta a esse cenário, tendo como prioridade a evolução da agricultura sustentável e maiores patamares de produtividade, a Syngenta agrega dois fungicidas inéditos ao seu portfólio, Mitrion e Alade desenvolvidos segundo combinações únicas de tecnologias. Os técnicos da Cooperitaipu tiveram acesso as informações sobre os novos produtos para poder beneficiar os produtores de soja associados.

Os dois fungicidas unem potência e consistência para o controle do complexo de doenças da soja. Mitrion é a combinação dos dois ativos mais potentes do mercado, que se complementam em diferentes modos de ação, entregando controle superior de manchas (principalmente a mancha-alvo) e ferrugem. Alade é a combinação de três ativos altamente eficazes que, juntos, proporcionam maior espectro e consistência de controle das doenças.

Segundo Renato Cacho, que atua na área de desenvolvimento técnico de mercado da Syngenta, 

“Os dois produtos virão em formulações com a tecnologia Empowered Control, que proporciona maior retenção, espalhamento e translocação”.

 

As novas tecnologias da Syngenta são direcionadas ao alcance de uma produção mais eficiente e equilibrada, complementa o responsável técnico de vendas da Syngenta Agenor Guadagnin. 

“Logo os associados e clientes da Itaipu terão acesso a esses produtos alinhados as demandas atuais do plantio da soja

, destaca.

Segundo o Presidente da Cooperitaipu Arno Pandolfo, 

“o cenário exige uma transformação, por isso é preciso ter na cartela da cooperativa produtos que possam atender essas novas demandas, inovando no controle das doenças com diferentes modos de ação, maximizando o controle em qualquer cenário agronômico“.

Já o Gerente Técnico da Cooperitaipu, Sadi Link, comenta que os diferentes cenários agronômicos, o grande número de variedades plantadas e a maior pressão das doenças, têm trazido desafios para as tecnologias atuais. 

“O lado bom disso é que as empresas de agroquímicos estão se adaptando em ritmo super acelerado, investindo constantemente em pesquisa, testagem e aplicação viável de novas formulações”

, completa.

ALADE – Chegou o fungicida com 3 ativos de alta eficácia, amplo espectro e consistência para maximizar o controle do complexo de doenças. Acesse https://bit.ly/2Q59Hkr e saiba mais.

MITRION – Onde tem potência, não tem doença! Confira todos os benefícios desse lançamento em: https://bit.ly/2Odddc2

Fonte: Comunicação da Cooperitaipu

Leia as belas ações do Cooperativismo Catarinense!

Assine nossa newsletter!